Tribunal de Contas condena ex-gerente do BNB de Piripiri a devolver R$ 371 mil

O TCU (Tribunal de Contas da União) entendeu ser procedente a tomada de contas especial que investigou o ex-gerente da agência do Banco do Nordeste do Brasil (BNB), em Piripiri, Geneci Nobre de Amorim, em virtude operações irregulares de concessão de crédito sem conhecimento e autorização dos clientes da agência do BNB de Piripiri.

De acordo com a tomada de contas, por meio das operações irregulares de concessão de crédito, sem autorização de clientes, eram feitas transferências dos recursos para contas de terceiros e apropriação indébita do dinheiro das operações.

O ex-gerente, Geneci Nobre de Amorim, foi citado pelo TCU a recolher 77 parcelas de empréstimos realizados por meio do Pronaf (Programa Nacional da Agricultura Familiar), no período de 23 de julho de 2013 a 26 de dezembro de 2018 ou apresentasse alegações de defesa quanto à realização das operações apontadas como irregulares.

O TCU condenou o ex-gerente em R$ 371.974,83 (Trezentos e setenta e um mil, novecentos e setenta e quatro reais e oitenta e três centavos) atualizado monetariamente e acrescido dos juros de mora; pagamento de multa no valor de R$ 60 mil; e a inabilitação para o exercício de cargo em comissão ou função de confiança no âmbito da Administração Pública Federal, por um prazo de cinco anos.

Com informações de GP1.

Fonte: Portal Sem Fronteiras