4 de Julho de Piripiri elimina o Cuiabá nos pênaltis e chega de forma inédita à 3ª fase da Copa do Brasil

A Copa do Brasil viveu nesta quinta-feira (15) um dos seus episódios mais simbólicos na sua edição em 2021. O modesto 4 de Julho de Piripiri, da Série D do Campeonato Brasileiro, bateu o Cuiabá, que está atualmente na elite do futebol nacional, na 2ª fase da Copa do Brasil.

O time do interior do Piauí conseguiu segurar o adversário com um empate em 0 a 0 no tempo normal e escreveu seu nome na história da competição poucos minutos depois, no estádio Lindolfo Monteiro, em Teresina: venceu por 5 a 4 na disputa de penalidades com direito a defesa bem-sucedida de Jailson e cobrança da classificação nos pés do goleiro colorado.

Com o feito inédito, o Gavião embolsa R$ 1,7 milhão e aguarda sorteio para conhecer seu próximo rival.

Começo tenso

O equilíbrio que perdurou até o fim dos 45 minutos iniciais teve pequenas doses de drama e apreensão. Elton foi substituído com dores aos 10 minutos e permitiu que Josiel desse uma nova cara ao ataque do Dourado.

O 4 de Julho se entregou de corpo e alma em busca de um gol que o colocasse à frente no placar, mas nada de bola na rede. André Victor, Chico Bala e Etinho – este de cabeça rente à trave – foram responsáveis pelas melhores chances. Àquela altura, o empate era um prenúncio do que viria a seguir.

Trave, pressão e nada de gol

O equilíbrio dos dois times perdurou até os 90 minutos. O Cuiabá foi quem mais perto chegou de resolver o jogo no tempo normal, mas apenas carimbou a trave. Elvis foi o principal nome do Dourado na segunda metade da partida: cobrou falta perigosa no bico direito da grande área – Jailson defendeu – e chutou de primeira de fora da área e acertou o travessão. Não passou disso.

Vida que segue

No domingo, o Cuiabá volta as atenções ao estadual e encara o Dom Bosco, no estádio Dito Souza, pela 9ª rodada. O 4 de Julho também retoma sua briga para ser campeão estadual: o Colorado pega o Fluminense-PI, no domingo, em Teresina, em compromisso da 8ª rodada do Piauiense.   GE