Educandário Cristo inicia Encontro Pedagógico 2019.2

O Educandário Cristo, na manhã desta segunda-feira, dia 29/07, iniciou o Encontro Pedagógico referente ao período 2019.2. Estiveram presentes: a Diretora Profª. Maria do Carmo, as Coordenadoras, assim como os docentes da instituição.
O momento foi iniciado com a palestra “Sucesso em Dose Dupla” através da empresa Viva Mais, sendo ministrada por Everaldo Santos.
Após a palestra colaboradores reuniram-se a fim de debater sobre possíveis ações para o segundo semestre visando mais implementações no sistema de ensino e consequentemente mais resultados diferenciais com a finalidade de fechar com chave de ouro o ano de 2019.
Segundo a Diretora Profª. Maria do Carmo momentos assim são fundamentais para revisar metas anuais traçadas e novas perspectivas para proporcionar ao aluno metodologias de ensino que o fortaleçam como aluno e pessoa.

Educandário Cristo,
A escola que cresce com você!

Massacre em presídio no Pará é um dos maiores desde Carandiru

No Pará, 57 detentos foram mortos nesta segunda-feira (29). Em 1992, 111 detentos morreram no massacre do Carandiru, em São Paulo. Um confronto entre facções criminosas dentro do Centro de Recuperação Regional de Altamira, no Pará, nesta segunda-feira (29) deixou 57 detentos mortos. Este é um dos maiores massacres em presídios desde o ocorrido no Carandiru, em 1992. Na época, 111 detentos foram mortos na Casa de Detenção, na Zona Norte de São Paulo.

Em Altamira, nesta segunda-feira (29), líderes do Comando Classe A (CCA) incendiaram cela onde estavam internos do Comando Vermelho (CV). De acordo com a Susipe, 41 morreram asfixiados e 16 foram decapitados.

O Gabinete de Gestão da Segurança Pública determinou a transferência imediata de 46 presos envolvidos no confronto. Entre os presos para transferência estão 16 detentos que foram identificados como líderes das facções criminosas. Dez deles irão para o regime federal. Os demais presos serão redistribuídos pelos presídios no Pará.

Presídio onde 57 morreram no Pará está superlotado e em condições ‘péssimas’, aponta CNJMassacre em Manaus

Em maio de 2019, 55 presos foram mortos em dois dias dentro de quatro unidades penitenciárias em Manaus, segundo a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap). Os primeiros assassinatos ocorreram no Compaj – o mesmo local do massacre de 2017 – durante a visitação a presos. Familiares presenciaram algumas das mortes, mas, segundo a Seap, não foram feitos reféns.

Em 2017, 56 presos foram assassinados em uma rebelião que durou 17 horas. Os mortos eram integrantes de uma facção criminosa que cumpriam pena por estupro.

Familiares de presos aguardam notícias do lado de fora após massacre em presídio de Manaus, no AmazonasBruno Kelly/Reuters

Penitenciária de Alcaçuz

Vinte e seis presos morreram na rebelião da Penitenciária de Alcaçuz em 2017. Esta foi considerada a mais violenta da história do Rio Grande do Norte. Quase todos foram decapitados. Na ocasião, os integrantes do Sindicato do RN, a mais numerosa organização criminosa do estado, entrou em confronto com o Primeiro Comando da Capital (PCC).

Polícia faz revista em presos no RN

Adriano Abreu/Tribuna do Norte

Penitenciária Agrícola de Monte Cristo

No começo de 2017, 33 presos da Penitenciária Agrícola de Monte Cristo, em Roraima, foram mortos em rebelião. O secretário de Justiça e Cidadania de Roraima, Uziel Castro, na época, disse que os corpos dos presos mortos na penitenciária foram “destroçados” e diversos decapitados.

“Eram três, quatro [pessoas] matando um só. Uns atacavam o pescoço, outros o corpo. Estavam com faca, ferros. Os que matavam recebiam, por telefone, ordens dos chefes sobre quem deveria morrer. Eram colegas de cela, que conviviam todos os dias, que matavam os outros. Teve muito grito de desespero”, contou o ex-detento, Márcio*, ao G1.

Massacre do Carandiru

O Massacre do Carandiru, como ficou conhecida a ação da Polícia Militar (PM) para controlar uma rebelião no pavilhão 9 da Casa de Detenção, na Zona Norte de São Paulo, aconteceu no dia 2 de outubro de 1992 e deixou 111 presos mortos.

Uma briga entre grupos rivais de presos deu início à rebelião. O então comandante da Tropa de Choque da Polícia Militar (PM), coronel Ubiratan Guimarães, entrou na casa de detenção com seus comandados armados com fuzis, metralhadoras e revólveres para, em tese, controlar a situação.

Setenta e quatro policiais militares chegaram a ser considerados culpados, em primeira instância, pelas mortes de 77 das vítimas (os outros 34 presidiários teriam sido mortos pelos próprios colegas de celas). Em 2016, porém, a Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo anulou os julgamentos dos policiais condenados.

Foto de arquivo de 2 de outubro de 1992 mostra carros da ROTA entrando no Carandiru para conter rebelião

Mônica Zarattini/Estadão Conteúdo/Arquivo

Casa de Custódia de Benfica

Uma rebelião deixou 30 mortos na Casa de Custódia de Benfica, no Rio de Janeiro, em 2004. O movimento começou após uma tentativa de fuga em massa. Ao menos 14 prisioneiros fugiram e três foram resgatados. Os internos que não conseguiram fugir começaram a rebelião, tomando como reféns 26 pessoas, entre agentes penitenciários e policiais reformados que integravam uma cooperativa de vigilância. Os reféns foram liberados aos poucos.

Presídio de Urso Branco

O motim ocorreu no primeiro dia do ano de 2002, no que seria a maior e mais sangrenta rebelião registrada no Urso Branco, em Rondônia. Os presos de alguns pavilhões começaram a assassinar internos do chamado “Seguro”, onde ficavam os que eram ameaçados de morte. Eles viraram reféns e foram registradas cenas de horror – presos eram mortos a golpes de chuchos (armas artesanais) e tinham cabeças e outras partes do corpo decepadas. Ao todo, 27 homens morreram.

Complexo Penitenciário de PedrinhasUma rebelião deixou 18 mortos no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, no Maranhão, em 2010. Os cinco funcionários do sistema penitenciário passaram quase 30 horas em poder dos detentos.Segundo a Secretaria de Administração Penitenciária, a rebelião começou por descuido de um agente. “Eles estavam retirando o pessoal da cela e na hora o agente virou, não prestou atenção, ele avançou no agente e tomou a arma”, disse João Bispo Serejo, secretário adjunto de Administração Penitenciária.Depois de mais de um dia de motim, os rebelados pediram as presenças de uma juíza e de um religioso e, em seguida, entregaram as armas.Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís

Reprodução/TV MiranteIlha Anchieta, em Ubatuba

Mesmo tendo sido antes do Massacre de Carandiru, a matança ocorrida durante uma rebelião na Ilha Anchieta, em Ubatuba (SP), em 1952, marcou a história dos motins nos presídios brasileiros. A revolta na Ilha Anchieta, que era conhecida como a “Alcatraz brasileira” em referência à famosa prisão americana que ficava em uma ilha, deixou diversos mortos. Segundo levantamento do Ministério da Justiça, 16 pessoas, entre guardas e presos, morreram, mas boatos e jornais da época chegaram a falar em mais de 100 detentos mortos, número nunca confirmado oficialmente.

A rebelião foi arquitetada durante um ano por um dos detentos. Os presos dominaram os funcionários da prisão e iniciaram a revolta, tomando o arsenal da polícia que ficava no local. O grupo planejava fugir da ilha, mas o motim saiu do controle.

Solenidade de entrega da Comenda Juncal 2019

Aconteceu na noite de ontem, 25, no auditório do Palácio Perypery – Centro Administrativo, a entrega da Comenda Juncal 2019, tradicional honraria realizada pela Prefeitura de Piripiri.

Receberam homenagens o médico Thalles Thélio Teodoro Regis Sousa Castro Cruz, professora Maria de Sousa ximendes Escórcio de Brito, professora Zélia Marques, Advogado Dr. Eurico Teles de Jesus Neto, médico Dr. Guainumbi Cordeiro de Almeida (in memoriam) e o comerciante Manoel Sales de Carvalho (in memoriam).

A Comenda Juncal foi criada pelo prefeito Luiz Menezes em 1984, com a finalidade de homenagear filhos ilustres de Piripiri e de lá para cá já foram centenas de piripirienses que receberam o título.

Noite de muita emoção no descerramento de placa das turmas de Enfermagem e Direito da CHRISFAPI

Mais duas turmas iniciaram nesta segunda-feira (22) as solenidades de formatura. Agora foi a vez das turmas de Enfermagem e Direito iniciarem as solenidades com o descerramento de placa, momento de muita alegria e descontração.

Participaram da solenidade amigos, familiares e professores, dentre eles o Coordenador do Curso de Bacharelado em Enfermagem; Prof.  Almiro Mendes e a Profª. Genyvana Carvalho, Coordenadora do Curso de Direito.

As turmas levam o nome dos professores Evaldo Sales Leal(Enfermagem) e Luana da Cunha Lopes(Direito).

Parabéns aos mais novos formandos!

Com investimento de 4,3 milhões, TJ-PI vai inaugurar obras de Fórum e JECC da comarca de Piripiri no dia 29 de julho

Após modernização e ampliação de sua estrutura, o Fórum Desembargador João Turíbio Monteiro de Santana e o novo anexo do Juizado Especial Cível e Criminal (JECC) Desembargador Osíris Neves de Melo Filho, na comarca de Piripiri (a 180km de Teresina), serão inaugurados no dia 29 de julho. A cerimônia de inauguração contará com a presença das autoridades dos poderes Judiciário, Legislativo e Executivo, e será realizada a partir das 18h.

A edificação é sediada em um terreno com área de 3.591,00 m². A área reformada foi de 697,00 m² e a área de ampliação foi equivalente a 1.146,00 m². Para a execução da obra, o Tribunal de Justiça do Estado do Piauí (TJ-PI) firmou contrato com a Construtora Rosacon e investiu R$ 4.351.661,79, com recursos provenientes do Fundo de Reaparelhamento e Modernização do Judiciário Piauiense (Fermojupi).

O Fórum foi segmentado em três blocos, sendo um bloco destinado às três varas, com protocolo, secretarias, salas de audiência, assessorias e gabinetes e recepção. Um compartimento abriga o Tribunal do Júri com 88 lugares e outro, o JECC e os órgãos auxiliares (Defensoria, Ministério Público, Central de Mandados e OAB).

Centro administrativo de Piripiri é inaugurado na noite desta quinta feira,18

 

Um momento histórico para a cidade de Piripiri aconteceu na noite desta quinta feira, 18, um marco na infra estrutura do município no que diz respeito ao patrimônio público municipal. O momento da inauguração marcado por muita emoção do Prefeito Luiz Menezes e do Vice Murieel Queiroz, estiveram presente o Prefeito de Parnaíba Mão Santa, Dep. Estadual Marden Menezes, Pres. da Câmara de Vereadores Nayla Barbosa, Vereadores  Beatrice Pimentel , Valdiner e Denis Sales, além de todos os secretários municipais e a população piripiriense.

Fonte: 40 graus

 

Acidente na manhã desta quarta feira no campo das palmas

Aconteceu na manhã desta quarta feira,17 um acidente envolvendo dois carros sendo uma Hilux e um corsa ambos de cor prata, felizmente ninguém se feriu, a SUTRAN e a polícia estiveram no local para averiguação e apuração do fato.

Segundo informações os dois veículos vinham no mesmo sentido rumo ao centro quando de maneira inexplicada um atingiu o outro.

Prefeitura realiza o XXXII Regata de Canoas no Açude Caldeirão

Aconteceu na manhã deste domingo (14) a XXXII Regata de Canoas no Açude Caldeirão, em Piripiri, dentro da programação dos 109 anos de Piripiri.

O evento é uma realização da Prefeitura de Piripiri, através da SEJUCE, e contou com a participação de mais de 100 canoístas inscritos. Uma multidão acompanhou a disputa.

A premiação total foi de 7.500 reais dividida para duas categorias.

Confira a calcificação final:

Categoria de fibra:
1º Lugar: Peba
2º Lugar: Filho
3º Lugar: Dejane
4º Lugar: Chico Zé
5º Lugar: Banana
6º Lugar: Durim
7º Lugar: Rogério

Categoria de madeira:
1º Lugar: Alerrandro
2º Lugar: Raimundinho
3º Lugar: Beto
4º Lugar: Peta
5º Lugar: A. Lúcio
6º Lugar: Arnaldo
7º Lugar: Nonato

Venha fazer Bacharelado em Serviço Social na Faculdade CHRISFAPI!

A carreira na área de Bacharelado em Serviço Social tem foco na coletividade e integração do indivíduo na sociedade.  O curso tem duração média de quatro anos. O objetivo é formar profissionais capazes de entender e analisar a dinâmica social e as dificuldades individuais e comunitárias.

O profissional dessa área é chamado de Assistente Social e atua no combate às desigualdades da sociedade, analisando, acompanhando e propondo soluções para melhorar as condições de vida tanto de crianças e adolescentes quanto de adultos.

Além de agir de forma direta em vários campos e instituições da sociedade, o assistente social pode desenvolver atividades nos domínios privados, governamentais e não governamentais, em áreas como educação, saúde, trabalho e previdência social.

A profissão é regulamentada e, para exercê-la, é  necessário cursar a graduação em Serviço Social em faculdade reconhecida pelo MEC e obter o registro no Conselho Regional de Serviço Social.

Venha para a Faculdade CHRISFAPI! Aqui você estuda com os melhores professores, didáticas modernas e aulas 100% presenciais. Estamos entre as melhores instituições do país!

Além do curso de Bacharelado em Serviço Social, contamos com os cursos de:

•             Odontologia;

•             Nutrição;

•             Educação Física;

•             Administração;

•             Ciências Contábeis;

•             Enfermagem;

•             Direito;

•             Fisioterapia;

•             Engenharia Civil;

•             Farmácia.

É só escolher!

Inscrições: chrisfapi.com.br

Informações: (86) 3276-2981

Vestibular CHRISFAPI

O caminho certo para seu futuro!