DHPP assume investigação do assassinato do prefeito de Madeiro; primo da vítima é suspeito

O crime teria sido realizado pelo primo do prefeito Zé Filho, que se encontra foragido até o momento

O Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), de Teresina, assumiu as investigações acerca do assassinato do prefeito de Madeiro, José Ribamar Araújo Filho, mais conhecido como Zé Filho (PP). Ele tinha 42 anos e foi morto a tiros no final da tarde desse domingo (28) em um campo de futebol no município.

Segundo a Polícia Civil, o suspeito do crime é Felipe Anderson, 25 anos, primo de segundo grau do prefeito. Até o momento, a motivação do crime é desconhecida e o suspeito está foragido.

De acordo com o secretário de Segurança, coronel Rubens Pereira, foi enviada ao município de Madeiro uma equipe do DHPP para presidir as investigações. Equipes da Polícia Militar estão em diligências para prender o autor do crime.

O crime

Zé Filho (Progressistas), prefeito de Madeiro, no Norte do Piauí, foi assassinado no fim da tarde desse domingo (28) quando estava em um campo de futebol no município. Ele foi baleado com três tiros de arma de fogo, que atingiram a cabeça, no peito e abdômen do prefeito.

Velório

O velório de Zé Filho está sendo realizado na manhã desta segunda-feira (29), na residência onde ele morava, no bairro Arassá, município de Madeiro. Sob forte clima de comoção, os moradores da cidade prestam as últimas homenagens ao prefeito.

Após o crime, o corpo do prefeito foi encaminhado ao Instituto de Medicina Legal (IML) de Parnaíba para realização da necropsia. Posteriormente, o corpo foi liberado para a família realizar o velório.

O enterro de Zé Filho deve ser realizado nesta terça-feira (30), por volta das 07h, no Cemitério do Queiroz, também no município de Madeiro.