Deputado pede até “pelo amor de Deus” por providências pelo fim da greve na Educação

O deputado estadual Marden Menezes (PSDB) pediu até “pelo amor de Deus” que o governo do Estado tome providências para dar fim à greve dos professores, deflagrada ainda no dia 9 de julho.

Os estudantes da rede pública estadual correm o risco até mesmo de perder o ano, que prevê o cumprimento de 200 dias letivos. O Sindicato dos Trabalhadores em Educação (SINTE) argumenta que o retorno das aulas “depende única e exclusivamente” da vontade do governo em cumprir decisão do Tribunal de Justiça, para o pagamento de reajuste à categoria.

“O governo não tomou uma só medida concreta para por um fim à greve dos professores. Fico imaginando o prejuízo ao povo do Piauí, que pode ter o ano letivo anulado. Faço um apelo à base do governo, até pelo amor de Deus, para que haja sensibilidade”, disse o parlamentar na sessão desta quarta-feira (1º/08), quando a Assembleia Legislativa retomou os trabalhos